15:27

Levanta o olhar. Tanto caminho até o horizonte e, depois, tanto caminho. Há sombras no verão que nos esperam. Há rios que correm ao nosso lado. Há a natureza inteira, connosco. Há cidades, medidas e traçadas em mapas, iremos atravessá-las. Seremos capazes de agradecer à chuva. Seremos capazes de sorrisos incandescentes, marcaremos desencontros com a cegueira da noite.

Levanta o olhar. Tantas possibilidades, cento e oitenta graus de possibilidades. Seremos capazes de aprender com cada passo, com a companhia das nuvens, com o inverno. Os lugares onde estivermos saberão diluir-se na nossa pele, respiraremos o silêncio dos objectos parados, seremos pagos em paisagem.

Nada termina. Levamos tudo connosco. Carregamos malas invisíveis e cheias. Daqui a muito tempo, havemos de abri-las e estender o que acumulámos num lugar que escolhermos, tranquilo. Contemplaremos o nosso espólio e, de olhar limpo, sentiremos com justiça o tamanha do nosso rasto.

José Luís Peixoto

You Might Also Like

4 comentários

  1. Obrigado pelo mimo ;) Já tenho no meu blog.
    Já agora, adoro josé luís peixoto. Tudo graças a uma amiga minha que mo deu a conhecer. Adorei quando puseste aqui o texto de janeiro da visão!
    Fica bem *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada :)
      Gostei de te conhecer melhor!
      Ele é fantástico, sem dúvida, adoro-o :)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Gostei muito deste excerto.. De que livro é? :)

    ResponderEliminar
  3. O site do postcrossing é: www.postcrossing.com
    Envias e recebes postais de vários países. É muito giro (:
    Se tiveres dúvidas diz :)

    ResponderEliminar

Posts populares